.

23 julho 2013

Entrevista Exclusiva com a atriz Carla Cabral




Ela é uma atriz comprometida com sua profissão. Dedicada e sempre disposta a mudar radicalmente para compor uma personagem. Assim é a atriz Carla Cabral, que está na Record onde já fez diversos papéis. E ela vem aí para Pecado
Mortal de Carlos Lombardi para nos presentear com mais uma bela atuação.
A atriz conversou com o Portal Recordista com exclusividade e nos contou sobre sua carreira e projetos profissionais.
Além de falar sobre José do Egito, ela já nos contou um pouco sobre a sua nova personagem em Pecado Mortal. Conheçam um pouco mais de uma atriz mais que experiente, uma atriz que se entrega ao seu trabalho com amor e dedicação.


"...Nunca tinha trabalhado com a Vivian de Oliveira, e estou apaixonada pelo texto dela...Sem dúvida a Bila é uma das personagens mais importantes da minha carreira!"

01 - Olá Carla Cabral, antes de tudo, preciso dizer que é um grande prazer, poder fazer essa entrevista com você para o Portal Recordista.

O prazer é meu. Vocês são sempre muito gentis comigo. Agradeço ;)

E para começar, eu pergunto o que representa para uma atriz, participar de uma minissérie como José do Egito, que tem um trabalho de produção impecável. Muitos consideram a minissérie bíblica como um divisor de águas na Record. Essa sensação é sentida por todos? Aqui de fora assistindo, a gente nota todo um cuidado especial, desde abertura, trilha sonora, elenco, texto e cenografia, enfim, tudo que precisa ter como fundamentação para dar suporte e liberdade para o ator criar e desempenhar seu papel.

Já fiz grandes trabalhos, mas José do Egito me surpreendeu muito. Tudo está perfeito. Desde a escalação do elenco, até cada objeto. Tem coisas que vocês não vêem, mas estão ali, detalhes que mostram o cuidado da produção.
Foto: Divulgação Record/ Bila em José do Egito
Nunca tinha trabalhado com a Vivian de Oliveira, e estou apaixonada pelo texto dela. É uma delícia de interpretar! Sem falar que tornou a Bila uma personagem real, que apesar de ter vivido há milênios consegue despertar identificação no público.
O Alexandre Avancini é um dos meus diretores prediletos, e me sinto segura sendo conduzida por ele.
Enfim, as locações no Deserto do Atacama, os workshops, as palestras, os cenários em estúdios, as cidades cenográficas, as músicas, o figurino, a maquiagem... tudo perfeito!
Sem dúvida a Bila é uma das personagens mais importantes da minha carreira!

Carla Cabral no lançamento de José do Egito - Foto: Graça Paes

 02 - Você já participou de várias produções de época. Xica da Silva (Manchete), Chiquinha Gonzaga e A Casa das Sete Mulheres (Globo), Essas Mulheres e atualmente José do Egito na Record. Esses são apenas alguns exemplos. Além da preocupação com a pesquisa e principalmente figurinos, existem outras questões como a prosódia temporal, por exemplo. Neste sentido qual a maior dificuldade que o ator encontra para fazer um trabalho de época?

Gosto de fazer trabalhos de época. De me transportar para outras eras, outros costumes.
Carla Cabral e A Casa das Sete Mulheres na Rede Globo
Foto: Site carlacabral.com.br
Sobre a forma de falar, é uma união do texto, com a dedicação do ator {que tem que estudar muito}, e o auxílio de um profissional da área - que pode vir através de workshops promovidos pela emissora {como é o caso de José do Egito}.


03 – Em sua carreira, você já fez personagens diversos em todos os sentidos. O que é sempre muito bom para o ator. Poder sempre enfrentar desafios novos. Além de personagens de época você já fez, também personagem fantasia, como a Rainha das formigas, em “Os Mutantes”. Personagens no estilo “fantasia” onde as referências para compor a personagem são limitadas, é melhor para exercer a criatividade ou dificulta na interpretação?
Entrei em Mutantes com a trama já bem avançada, mas recebi apoio de todos os envolvidos. Meu cenário era só da minha personagem, e ali pude me sentir bem à vontade. Era como uma trama separada dentro da novela. Apesar de toda a fantasia, a Rainha Formiga tinha algumas características de muitas mulheres: era ciumenta, possessiva, queria um homem só pra ela. Quanto a todo o universo fantástico, confesso que adorava os animais, como os ratos e cobras. Todo mundo acha estranho, mas tenho fascínio por todos os bichos - e isso inclui os mais estranhos e amedrontadores. Justamente por causa de toda essa “irrealidade”, a personagem conquistou as crianças - e isso foi um super ganho na minha carreira!

04 – Eu sei que a pergunta é “clichê” mas para você como atriz. O que mais te atrai a fazer: Comédia ou drama?

Fiz tão pouca comédia... Devo ter cara de dramática {risos}. Minha última aparição na Globo foi em Guerra e Paz, do Carlos Lombardi {com quem volto a trabalhar em Pecado Mortal}, que era bem divertido. E teve Bela, a feia, uma novela bem cômica. A Cíntia era uma mulher mimada, meio alienada às vezes. Tive, sim, que exercitar humor com ela, e gostei.

05 – A sua estreia na Globo foi na novela do Carlos Lombardi, Quatro Por Quatro, e agora você já está confirmada para fazer a primeira novela dele na Record. O que você já pode nos adiantar sobre esse trabalho?

Eu e Lombardi nos tornamos muito amigos, e sempre quisemos voltar a trabalhar junto. Isso aconteceu recentemente em Guerra e Paz, mas foi rapidinho - queríamos algo maior. E a oportunidade veio! 
Carla Cabral em um Especial de Fim de Ano
Na Rede Globo - Guerra e Paz (Carlos Lombardi)
Foto: Divulgação no seu site carlacabral.com.br
Em Pecado Mortal serei uma mulher que se divide entre ser enfermeira de dia {como Laura}, e stripper à noite {como Laura Leblon}. Isso tudo tem uma boa causa - sustentar um filho, sozinha, em plenos anos 70. A história é ótima e estou amando voltar a trabalhar com o Lombardi! É a realização de um sonho.

06 – A Cíntia Alcântara, sua personagem na novela Bela, a Feia, adaptação feita pela talentosa Gisele Joras, foi uma vilã e que te proporcionou a mudar visual, cabelo, etc. Ficou Linda como sempre. Mas aproveitando o fato de ter que mudar um visual, para um ator, é fácil deixar de lado as próprias vaidades para fazer uma personagem, que exija uma mudança radical? Como você lida com mudanças, quando elas são exigidas a você como atriz?

Essas Mulheres
Divulgação site: carlacabral.com.br
A Cíntia me deixou loira; a Lúcia {Essas Mulheres} e a Bila (José do Egito) me deram um enorme aplique; a Dora, de Malhação me deixou de cabelo mais curto; a Rainha Formiga (Os Mutantes) exigia penteados que demoravam horas para ser montados e usava lentes de contato. 

Enfim, sou atriz - e meu corpo e cabelos estão à disposição das personagens. Aprendi a gostar das mudanças, elas marcam fases, e isso é maravilhoso! O visual da Laura, de Pecado Mortal, ainda não foi mostrado, mas está bem bacana. Logo vocês poderão conferir - e espero que gostem.




07 – E sobre o cinema, você já fez alguns filmes. Tem algo em mente para um futuro próximo. Você gosta de fazer cinema?

Adoro! Cinema me fascina. Logo estarei nas telas em uma participação em um filme que ainda não estreou, mas o longa que mais me marcou foi Espelho D´água. Fizemos uma verdadeira viagem pelo Rio São Francisco, participamos da vida dos caiçaras, de festas religiosas. Foi incrível! Meu último filme - que estreou - foi As Doze Estrelas, no qual interpretei Ângela Vesper, representante do signo de Libra (o meu!). Estou sempre interessada em fazer cinema, e quero mais convites!

Carla Cabral no filme As Doze Estrelas em 2009
Foto: carlacabral.com.br
08 – Qual o “papel dos sonhos” da atriz Carla Cabral? Aquele que você lembra, pensa, e diz: Eu gostaria de fazer esse tipo de personagem. Que tipos de desafio você espera encontrar pelo caminho, em suas futuras atuações?
Reprodução: site carlacabral.com.br

Modéstia à parte, eu acho que sou uma atriz com a carreira muito variada - e tenho muito orgulho de cada personagem. Já fiz de tudo, em várias épocas, com vários visuais. Fui de cangaceira à cortesã do Rio Império, de concubina a patricinha mimada. Mas, sim. A ideia de uma vilã muito má e cruel me encanta. Se surgir a oportunidade, será bem-vinda.

Outra paixão seria interpretar Carmem, Frida Khalo... adoraria viver as histórias delas.

Tenho muita identificação com o cineasta espanhol Pedro Almodóvar, e seus personagens me fascinam e incentivam. Fazer trabalhos no gênero que ele inventou e perpetua, seria a realização de um sonho!

09 – Você tem uma relação muito forte com a família Avancini, não é mesmo? Walter Avancini e Alexrande Avancini que já te dirigiu e está te dirigindo atualmente, nesta ordem e além de atuar ao lado da sempre talentosa, Andréa Avancini. Essas ligações ajudam a desenvolver um trabalho, como é o caso de José do Egito?

Adoro a família! Atualmente trabalho com o Alexandre, a Andréa, e a Nanda Ziegler {esposa do Alexandre}. Meu relacionamento com eles é muito antigo, porque o papel do Walter na minha vida foi definitivo. Ele me encontrou como atriz inexperiente, e me ensinou tudo: a ser profissional, pontual, estudiosa. Ele me obrigava a me entregar totalmente - e para personagens muito fortes, como em Mandacaru e Xica da Silva.
Carla Cabral e Andréa Avancini no lançamento de
José do Egito - Foto: Graça Paes
Poder voltar a trabalhar e conviver com essa família é um presente pra mim, e uma homenagem ao Walter - uma forma de dar continuidade, juntos, ao legado dele.

Mais uma vez eu gostaria de, em Nome do Portal Recordista, agradecer a gentileza em nos conceder uma entrevista, e dizer que é sempre um prazer, vê-la atuando. E desejar sempre muito, muito sucesso em sua carreira, e que possamos sempre poder contemplar um trabalho seu na TV, no cinema ou teatro. Muito obrigado.

As matérias de vocês sobre mim são sempre muito gentis. Estarei sempre à disposição.
Carla Cabral fazendo workshop no Hospital Miguel Couto para montar sua personagem Laura em Pecado Mortal
Foto: Divulgação carlacabral.com.br
Um beijo para os leitores, e espero que estejam curtindo a Bila e na expectativa para a “Pecado Mortal”. A Laura vem pra arrasar!


Ah, e pede pra todo mundo acessar meu site: www.carlacabral.com.br, e minhas mídias sociais {no site têm todas}.

Leio todos os comentários e fico muito feliz com o carinho.

Beijos pra vocês,



Clique na foto abaixo para conhecer o site da atriz





Portal Recordistas

Entrevista: André Lima

Nota: As fotos e imagens desta entrevista, com exceção da foto inicial de capa, que foi edição minhas, todas foram cortesia da atriz Carla Cabral. Para ver e conhecer um pouco mais sobre o trabalho, vida e fotos da atriz acesse o site www.carlacabral.com.br