sábado, 31 de maio de 2014

Confira 5 motivos para não perder “Vitória”, a nova novela da Record


Nesta segunda, dia 2 de junho tem uma super estreia na tela da Rede Record. “Vitória”, nova novela da emissora de autoria de Cristianne Fridman e direção geral de Edgard Miranda promete grandes emoções e vem com a promessa de ser um dos grandes destaques da teledramaturgia brasileira para o ano de 2014.

Sabemos que toda estreia por si só já gera um grande frisson, afinal aguça a curiosidade do público que sempre está em busca de novidades e de grandes produções que surpreendam as suas expectativas e pelo andar da carruagem, “Vitória” não decepcionará, as chamadas que estão indo ao ar e as inúmeras matérias produzidas pela imprensa não nos deixam mentir. Mas se você ainda está em dúvida se vale a pena ou não acompanhá-la, separamos cinco motivos para você não perder (por nada) essa superprodução. Confira:
1 – Você vai se identificar com a história
Além de mostrar os bastidores do mundo das corridas de cavalo e das competições de motocross, “Vitória” vem recheada de temas atuais e de grande apelo popular. Quem é que não conhece ou já ouviu falar em casos de assédio sexual no ambiente de trabalho, mal de Alzheimer, pessoas viciadas em remédio tarja preta, trabalho infantil, metrossexualismo, analfabetismo, bullying, falta de vocação para a docência, a interferência dos pais na profissão dos filhos e preconceito racial. Impossível não se identificar com tantas abordagens, não é mesmo?
2 - Da mesma autoria de “Chamas da Vida” e “Vidas em Jogo”
Renomada e dona de dois dos maiores sucessos de crítica e público da Rede Record, Cristianne Fridman assina também a autoria de “Vitória”. Conhecida pela agilidade e por usar e abusar de personagens humanizados, sem a habitué distinção entre “mocinhos” e “vilões”, a dramaturga também é hors concours quando o assunto é mistério e suspense, além de saber como ninguém surpreender o público em suas narrativas!
3 – O elenco é um atrativo a parte
Marcada por grandes nomes do casting da Record, inclusive com suas carreiras já consolidados como Beth Goulart, Lucinha Lins, Jonas Bloch, Antônio Grassi, Raymundo de Souza, Nina de Pádua, André Di Biase, Luciana Braga, Thelmo Fernandes, Gustavo Ottoni, Leonardo Vieira, Heitor Martinez e André Di Mauro, o elenco ainda é um mix de estrelas da nova geração como Juliana Silveira, Bruno Ferrari, Rodrigo Phavanello, Silvio Guindane, Maytê Piragibe, Cláudio Gabriel, Marcos Pitombo, Rafaela Mandelli, Roberta Gualda, Aline Borges, Bruna Di Túlio, Rocco Pitanga, além de jovens atores promissores como Ricky Tavares, Letícia Medina, Thaís Melchior, Liége Müller, Raphael Montagner, Alessandra Loyola, Ricardo Ferreira, Pablo Mothé, Zeca Gurgel, Diego Kropotoff, Cássio Ramos, Camila Avancini, Letícia Pedro, entre muitos outros.
4 - Ousadia e inovação

A ousadia é sem dúvida alguma um dos carros-chefes de “Vitória” a começar pelo protagonista, longe do tradicional mocinho insulso, Artur, interpretado pelo ator Bruno Ferrari será um jovem rico, porém paraplégico, que tinha uma linda relação com o homem que acreditava ser seu pai, mas que após um acidente virou seu pior inimigo, que se apaixonará por um linda jovem, no entanto esconderá um segredo dela que colocará em cheque as suas vidas. Além disso, a trama inova ao escancarar o neonazismo, um tema forte, polêmico e que definitivamente vai dar o que falar, abrindo espaço para um diálogo saudável e necessário sobre o tema nos lares de todo o Brasil.
5 - Emoção do começo ao fim
“Vitória”, longe de ser apenas uma novela cujo mocinho tem sede de vingança, terá como alicerce os sonhos. Todos os personagens do folhetim carregarão consigo ideais a serem alcançados com o decorrer da trama. Ambos terão que passar por cima de tudo e alguns até de “todos” para conseguirem realizar os seus sonhos e enfim alcançarem a sua almejada vitória. Alguns sonharão em se curarem de uma grave doença, em encontrarem um grande amor, em aprender a ler e escrever, outros em se tornarem pessoas bem sucedidas, em terem sua casa própria, em se casarem... Sonhos, ideais, desejos é o que não irão faltar para prender e emocionar o público. Então não se esqueça “Vitória” estreia na próxima segunda, dia 2 de junho, às 21h15 na Record. É imperdível!


Texto por Luciano Andrade - @luccandrade
Colaborou: Maressa Villa Real - @maressavilareal
© Todos os direitos reservados

Leia também: