sexta-feira, 23 de maio de 2014

#PecadoMortal: Com Picasso, Vitor Hugo é apontado como um dos melhores atores da Record


Vitor Hugo é um desses raros atores que fogem da mediocridade artística. O ator em cena está sempre nos oferecendo o seu melhor trabalho.

Ele não busca fama, ele quer a ARTE pela ARTE. É o seu ofício.

O que não falta na televisão, são canastrões que pensam que são estrelas ou celebridades. E atores do porte de Vitor Hugo, hoje, são raros. Ainda mais com a chegada dos “realities” da vida. Basta participar de um desses e já sai com contrato para virar ator.

Mas vamos falar do que é ótimo. Vitor Hugo nunca se permitiu enveredar pelo caminho mais fácil. Em cada papel que o ator faz, é um mergulho no íntimo do seu personagem. E quando vemos um vilão como o Picasso de Pecado Mortal, podemos debater, conversar sobre suas ações e ficar viajando sobre o personagem.

Vitor Hugo nunca se permitiu levar o Picasso pelo caminho do “lugar comum” que a maioria dos vilões seguem.

O Policial corrupto, violento e acima de tudo vaidoso tem no seu sorriso a sua maior violência. O deboche e o sarcasmo que Picasso tem no sorriso, seja com a face ou com os olhos, fere muito mais que suas atitudes fisicamente violentas.

Somente um ator de nível de excelência consegue imprimir particularidades assim como é o caso do personagem Picasso. E também tantos outros personagens que ele já fez. Principalmente na Record.

Após três minisséries bíblicas, onde o trabalho de pesquisa se faz imprescindível e onde ele já, “teoricamente” saberia para onde levar seus personagens, por terem uma história cronologicamente definida. Fazer o Picasso, em Pecado Mortal, certamente foi um trabalho desafiador para o ator.

Com uma quantidade maior de texto e um personagem cheio de detalhes que vão sendo revelados gradativamente, Vitor Hugo certamente deixa a sua marca na teledramaturgia da Record e certamente do país.

Alguns críticos dizem que, com o Picasso, Vitor Hugo chegou em seu ápice como ator. Já eu, digo que Pecado Mortal é apenas o marco de uma fase de sua brilhante carreira.

Depois de Pecado Mortal, só nos resta esperar de maneira Vitor Hugo vai nos surpreender novamente. E que venham tantos outros personagens para o Vitor Hugo com força que o Picasso tem.