segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Letícia Tomazella fala do sucesso em #ATerraPrometida, amigos e do futuro como dramaturga

“... A arte me habita e me move todos os dias. ”


Ela teve uma participação importante na primeira fase de A Terra Prometida. Ao lado de Castrinho e Miriam Freeland, a atriz não fez feio. Ganhou destaque. Letícia Tomazella já tem um currículo que lhe garante experiência na TV. Passou pela TV Globo, na novela, “Amor à Vida”, fez a série, “O Negócio” em 2014 na HBO, em 2011 fez a série, “Na Fama e na Lama”, no canal, Multishow.


Mas a sua experiência não fica somente na TV. Fez cinema e teatro. A atriz bateu um papo com o Portal Recordista para falar um pouco sobre projetos futuros e sua participação em A Terra Prometida.

Depois de ter vivido uma personagem importante em A Terra Prometida, a Liora que contracenava diretamente com Castrinho e Miriam Freeland, o que podemos esperar para o futuro?

O futuro construo a cada dia, no presente. Sempre tenho projetos na manga. Nunca paro de criar. A arte me habita e me move todos os dias.

No momento, estou começando um novo projeto no teatro, com direção da premiada Clarice Niskier. Além de atuar, estou também como dramaturga neste projeto, tecendo o texto ao lado do meu companheiro, o ator Marcos Reis (o Kadmo, d'A Terra Prometida). Estamos juntos novamente em mais um projeto no teatro.

Letícia Tomazella falou como foi o processo para compor a prostituta em A Terra Prometida:

As personagens "marginalizadas" me rondam, volta e meia (risos). Já fiz prostitutas no teatro, já fiz prostituta numa série da HBO, e agora na Record. Claro que são personagens muito diferentes umas das outras - e de diferentes épocas. Mas esses personagens de certa forma rechaçados pela sociedade sempre me interessam.

Sou muito observadora. Andar na rua já é um laboratório, para quem é ator ou atriz. Observar o ser humano, andar em lugares incomuns da cidade, tudo isso inspira personagens como as prostitutas.

A Liora, especificamente, é de uma época antes de Cristo, então interpretá-la exigiu uma pesquisa maior, tanto puramente histórica quanto bíblica. Além disso, entender sua função a partir do texto do Renato Modesto também foi importante: compreender qual a função da Liora perante a Raabe (heroína da trama), qual sua função no todo da novela... Ela era um respiro leve e cômico diante de tantos momentos dramáticos da história, e eu tinha que levar isso em consideração. 

Não era somente uma prostituta: era alguém positivo, uma mulher sonhadora e leve, com alguma esperteza estabanada e engraçada. Todos esses itens foram me ajudando a compor a personagem. O personagem é importante por si só, mas ele também tem de dialogar com o todo da novela. Busquei observar tudo isso. 

Ao falar sobre o núcleo da novela, ela teceu elogios aos parceiros principais de cena; Castrinho, Miriam Freeland e o Leonardo Franco e o seu companheiro, Marcos Reis:


O Renato já conhecia meu trabalho nos palcos, então fiquei lisonjeada em poder estar na novela dele. Foi uma experiência muito rica! Uma troca muito próspera com artistas incríveis. Diretores, elenco... contracenei bastante com o Castrinho, a Miriam Freeland e o Leonardo Franco, grandes atores. Foi muito especial. O Castrinho é cômico na vida. Uma pessoa que faz piada e deixa o set leve e gostoso de trabalhar. Muito generoso comigo também.

A Miriam é a generosidade e a benevolência em pessoa. Trocamos muito. Criamos uma sintonia fora de cena que acabou deixando a cena ainda mais gostosa. Levo para vida. E o Leo, um homem também dos palcos, é um grande talento. Traz uma força cênica que dá gosto de ver e de contracenar. O núcleo de Jericó era divertido, alegre... estar junto com o Marcos Reis, meu companheiro, também foi um presente. Foi tudo um grande prazer. Mesmo!

Transitarei entre teatro, televisão e cinema cada vez mais! Gosto muito de estar num set e ter liberdade de criação, como foi na Record. Só tenho a agradecer a todos desta emissora que me acolheu com muito carinho.

Conheça os trabalhos que a atriz, Letícia Tomazella  já realizou na TV, teatro e cinema:

TV: 
Novela Terra Prometida (2016 - Record)
Novela "Amor à Vida" (2013 - rede globo)
Série "O Negócio" (2014 - HBO)
Série "Na Fama e Na Lama" (2011 - Multishow)
 
Cinema:
Longa "Cara ou Coroa" (de Ugo Giorgetti)
20 curtas-metragens 
 
Teatro:
(Algumas peças)
 
"As Palavras da Chuva" (2015 e 2016 - direção do Leonardo Medeiros)
"Simples Cidade" (estreou em 2012 e apresentamos até 2015 - levamos até pro ACRE)
"Vão" (2012 - direção da Georgette Fadel)
"O Meu Amigo Pintor" (2010 - direção do Vladimir Capella)


O Portal Recordista agradece à atriz, Letícia Tomazella por nos conceder um pouco de seu tempo para falar com os fãs da novela e o público do portal.
Desejamos sucesso na carreira, sempre.


Texto de:






 André Lima
Twitter : @andrem1lima


Colaboração:








Rafael Oliveira
Twitter: @FaeelOliiveira