sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Record não investe em esportes e fica sem eventos até 2019

A equipe da Record nas Olimpíadas de 2012
Foto: Uol

A Record recentemente demitiu profissionais que faziam parte da equipe esportiva da emissora, como produtores, comentaristas, pois a emissora só exibirá um grande evento e exclusivo que são os Jogos Pan Americanos de 2019 em Lima, Peru.

A emissora atualmente exibe apenas o “Esporte Fantástico”, aos sábados das 10h15 até 12h, com apresentação de Mylena Ciribelli, Cláudia Reis, Lucas Pereira e Juliana Rios. O programa exibe reportagens especiais, games, notícias com famosos atletas, histórias de superação e vídeos da internet. O esportivo é cheio de intervalos e muitas vezes sem uma boa atração. O único ponto positivo é que entrevistam atores, artistas e apresentadores da casa, divulgando a emissora.

A Record já exibiu diversos eventos exclusivos ou importantes desde 2010, incluindo as Olimpíadas de 2012 e recentemente, as Olimpíadas do Rio, dividindo os direitos de transmissão com a TV Globo e Band na TV Aberta. Entretanto, por não conseguir os direitos de outros eventos como Copa do Mundo, Campeonatos de Voleibol e Futebol, Fórmula 1 e outros que pertencem ao Grupo Globo ou canais fechados.

A sugestão do PR seria conseguir campeonatos menores ou mesmo dividir com a TV Globo ou outras, investir e consolidar um público que gosta de esportes, trazendo faturamento e uma audiência razoável.

Por enquanto não há nenhuma previsão de novos eventos até 2019, a emissora detém os direitos dos Jogos de Inverno em 2018, mas não sabe se exibirá. A TV Globo, concorrente direto, tem os direitos até 2032 de todos os Jogos Olímpicos de Inverno e Verão.

Por Elthon Ribeiro
Twitter: @elthonfribeiro