quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Record exibe "Nova Família Trapo" em 01 de dezembro; confira a história



Nova Família Trapo, um dos Especiais de Fim de Ano da Record, será exibido no domingo, dia 01 de dezembro. Com texto de Letícia Dornelles e direção geral de Ignácio Coqueiro, a produção é assinada pela produtora Panorâmica.

Nova Família Trapo foi gravada em um teatro, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, com a presença do grande elenco da Record na plateia, entre eles Luciano Szafir, Renata Dominguez, Claudia Lira, Luiz Guilherme, André Di Mauro, Jorge Pontual, Cássia Linhares, Larissa Maciel, Ricky Tavares, Marcela Barrozo, André Ramiro, Lu Grimaldi.


A trama gira em torno de Quintino (Rafael Cortez), que é solteiro, filho único, mimado, vaidoso, esnobe, inseguro. No currículo, é ex-repórter de um falido programa de fofocas de subcelebridades, e vencedor “por obra do acaso” do Reality Show A Fazenda. Aceitou participar do programa porque estava desempregado e desesperado por dinheiro.

Com o ego maior do que o talento e a fama, Quintino se vê como alguém muito importante, muito famoso e respeitado “formador de opinião”. No entanto, enquanto esteve confinado no reality, a crítica especializada o ignorou, por ser “uma planta”, não emitir nenhuma opinião relevante e não agitar o programa. Quintino só venceu o reality porque foi “esquecido” lá dentro. Os outros participantes faziam tanto barraco, brigavam tanto, que só votavam entre si e se eliminavam. Com isso, Quintino foi permanecendo.

Quintino disputou a final com a Mulher Lasanha (Barbara Borges), grande favorita, pelo número de barracos que protagonizou. Mas, no último programa, a Mulher Lasanha agrediu o apresentador e foi desclassificada. O prêmio de dois milhões foi parar nas mãos de Quintino, que, numa das provas, ainda ganhou uma granja de “frangos nobres”. Como a imprensa tinha muita implicância com a postura dele, de “mauricinho esnobe”, cravou-lhe o apelido de “Quintino do Frango”. Ao sair do confinamento, Quintino se desespera de vergonha ao saber do apelido, que mancha sua imagem de fino.

No mesmo dia em que recebe o cheque milionário, Quintino investe todo o dinheiro em ações das empresas de um bilionário famoso.


Para festejar a nova etapa, ele prepara uma festa, convida celebridades, ricos e a imprensa. Ninguém aparece. A campainha toca e chega ao apartamento o caos em forma de família, “os Tupinambá”, a “banda pobre, podre e cafona” do lado materno, que veio “buscar seus direitos” ao prêmio. São eles: tia Gertrudes (Patrycia Travassos) e os filhos Reginaldo (Daniel Erthal) e Creizilane (Cacau Melo).

Quintino rejeita a parentada. Afinal, nunca tiveram um contato maior. A tia sempre o ignorou, pois Quintino não tinha nada a lhe oferecer. Gertrudes conta que foi despejada da casa onde morava e está no olho da rua com os filhos. Faz chantagem emocional. Como última cartada, tia Gertrudes ameaça vazar “um terrível segredo sobre Quintino”. Ele não sabe do que se trata, mas tem medo.


O grande segredo de Gertrudes é que a Mulher Lasanha é irmã de Quintino, nascida no Japão. Ela foi criada na comunidade dos Discos Voadores, se rebelou contra o esquema de vida dos lunáticos e fugiu para o Brasil a fim de se lançar como cantora de funk e entrar em um reality show.

Em troca do silêncio sobre o “terrível segredo”, Quintino passa a granja para o nome da tia para se livrar da situação, da parentada e da granja em si. No entanto, pouco depois, chega a notícia de que as ações do bilionário viraram cinzas na Bolsa de Valores. Quintino fica pobre novamente. Ele oferece abrigo à parentada, em troca da devolução da granja. A tia aceita “negociar as bases” desse acordo. E assim, a família Tupinambá, a Mulher Lasanha e Quintino, passam a viver juntos e aprontar tudo e mais um pouco.

Como a granja passa a ser a única fonte de renda da turma, eles são obrigados a dividir as tarefas, o que causa alguns transtornos, já que nem todo mundo está a fim de colaborar e pegar no batente. As galinhas entram em greve, param de botar ovos e o dinheiro some. Quando a crise é contornada, eles festejam a volta por cima e se comprometem a viver em paz. Até que a próxima crise aconteça...

Por: Fabio Nóbrega
Twitter: @FabioRecord