sábado, 5 de abril de 2014

Após polêmica saída de “Pecado Mortal”, Mel Lisboa estreia espetáculo sobre Rita Lee
























Envolvida há dois meses numa polêmica ao pedir para deixar o elenco da novela “Pecado Mortal” de Carlos Lombardi na Record, exatamente quando a sua personagem Marcinha iria ganhar destaque e cresceria na trama, a atriz Mel Lisboa estreou na última sexta (04) o espetáculo “Rita Lee Mora ao lado” no Teatro das Artes em São Paulo.

Depois de sabatinados dias de ensaio com direito a novo corte e tingimento de cabelo, tratamento de calo nas cordas vocais, visitas periódicas ao fonoaudiólogo e intensas aulas de canto, Mel Lisboa pode vivenciar a tão esperada “Rainha do Rock Brasileiro” nos palcos, onde faz a apresentação de 40 canções de sucesso da cantora Rita Lee ao vivo.

Atualmente contratada da Rede Record, Mel Lisboa afirmou que o convite para participar do espetáculo surgiu a mais de quatro anos, antes mesmo de assinar com a emissora, quando o diretor e produtor Márcio Macena decidiu montar um musical, empolgado com o livro também intitulado “Rita Lee Mora ao lado” de Henrique Bartsch. Disse ainda que teve de enfrentar muitos desafios antes da estreia, como a falta de patrocínio, falta de pauta em teatro e inclusive, a sua gravidez.

Sobre o seu desligamento da novela a atriz ressaltou que quando foi convidada para fazer “Pecado Mortal” ainda não havia patrocínio completo para as apresentações do espetáculo: Não havia o patrocínio completo e eu não acreditava que as datas iam acabar coincidindo e nem sabia o quão intensos seriam os ensaios. Ainda tentei conciliar as duas coisas, mas quando começaram os ensaios, percebi que a demanda seria enorme e o desgaste insuportável!, disse Mel Lisboa.

Já Carlos Lombardi, autor da trama, embora tenha dito que gosta da atriz e também de sua personagem Marcinha, uma hippie de boutique que se transformaria em prostituta de luxo com o intuito de se infiltrar no submundo dos bicheiros para investigá-los e que teve de morrer no folhetim, se sentiu um tanto, quanto desrespeitado: “Alterar rumos e trajetórias e reescrever cenas por conta de problemas de saúde no elenco é normal, mas atriz sair porque vai fazer peça e não pode mais gravar é a primeira vez. Sinto-me profundamente desrespeitado”. A saída repentina acabou interferindo no andamento de outros personagens como por exemplo, a sua mãe na trama Fernanda, vivida por Andréa Avancini.

Passado toda polêmica, uma ótima alternativa para os fãs e admiradores da atriz que se sentiram órfãos com a sua saída da novela é acompanhá-la nos palcos. “Rita Lee Mora ao Lado”, além de representar o sucesso de uma cantora que já vendeu 60 milhões de cópias, também demonstra o crescimento de uma atriz que não cansa de ousar e buscar novos desafios para a sua carreira. No Teatro das Artes, sextas às 21h30, sábados às 21h e domingos às 19h, “Rita Lee Mora ao lado”!

Texto por Luciano Andrade - @luccandrade
© Todos os direitos reservados

Leia também: