terça-feira, 20 de maio de 2014

O vínculo entre seres humanos e animais será demonstrado em “Vitória”, na Record


Uma situação curiosa vem se tornando bastante comum nos dias de hoje. Os animais de estimação antes vistos como meros coadjuvantes, atualmente passaram não apenas a fazer parte das famílias, mas também a serem tratados com o mesmo amor com que se trata um ente muito querido. 

Em “Vitória”, nova novela da Rede Record de autoria de Cristianne Fridman e direção geral de Edgard Miranda, chamará atenção à bela relação em que a protagonista Diana interpretada pela atriz Thaís Melchior terá com a sua égua Vitória ao longo da trama. Vitória, que inclusive leva o mesmo nome do título do folhetim será uma bela égua puro sangue inglês, com aproximadamente três anos de idade. Já venceu inúmeras corridas e é bem cotada no mercado. Dada a Diana por um admirador secreto, a égua terá dois pretendentes: o concorrente de pista do haras rival, Filho do Vento e o puro inglês Gregory Segundo.

Cheia de personalidade, apaixonada por cavalos, em especial sua égua Vitória, Diana será filha de Gregório, interpretado pelo ator Antônio Grassi, com quem viverá às turras devido à proibição de cavalgar e irmã de Mossoró vivido por Ricky Tavares. Profissional habilitada, sua paixão é correr nas pistas e, principalmente, montando Vitória. Ela e a égua terão uma relação que ultrapassa qualquer explicação racional, humana. Dar-se a entender que a mesma faz parte da alma de Diana como esta da de Vitória. Elas se entendem, falam, sentem, se comunicam através do olhar. É como se houvesse uma dimensão em que seres humanos e animais fossem unos, realmente frutos de uma criação divina. Uma lição do respeito que ambos, humanos e animais, deveriam ter e fazer valer em toda vida.

De que o convívio com animais de estimação só traz benefícios para a saúde física e psicológica de nós seres humanos não se pode duvidar. O talentoso ator Rodrigo Phavanello que será co-protagonista de “Vitória” onde dará vida ao advogado Rafael, formando um triângulo amoroso ao lado dos personagens de Thaís Melchior e Bruno Ferrari é um ótimo exemplo de como a interação entre homem e animal pode ser tão especial: “Tenho um amor imenso por animais. Recentemente tive uma perda muito grande, do meu cachorro e melhor amigo Xico. Difícil preencher essa tristeza que ficou, pois ele era como um filho que estava à doze anos comigo. Era meu grande companheiro o tempo todo... Mas Deus nos permitiu ficar juntos até o último momento e será um amor eterno que terei, mesmo após a ida dele”, destaca o ator.

Logo, a relação entre homem e animal deve ser recíproca, afinal não basta ser dono. É necessário saber lidar da melhor forma possível com eles. Doação, respeito e amor acabam se tornando mais que necessário. “Vitória” para quem ainda não sabe estreia dia 2 de junho, às 21h15 na Record. Não dá pra perder!

Texto por Luciano Andrade - @luccandrade
Colaborou: Maressa Villa Real - @maressavilareal
© Todos os direitos reservados

Leia também: